7 dicas de como fazer o bebê dormir a noite toda

7 dicas de como fazer o bebê dormir a noite toda

7 dicas de como fazer o bebê dormir a noite todaCOMPARTILHAR NO FACEBOOKCOMPARTILHAR NO TWITTERÉ um dos principais tormentos, principalmente dos marinheiros de primeira viagem, quando chego o horári

Leia tudo

7 dicas de como fazer o bebê dormir a noite toda

É um dos principais tormentos, principalmente dos marinheiros de primeira viagem, quando chego o horário de descansar e o bebê passa horas acordado ou tira pequenas sonecas durante a madrugada e acorda de 5 em 5 minutos chorando.

Então, decidimos trazer algumas dicas para que você tenha técnicas na manga para ajudar o bebê a dormir melhor a noite!

Anna Grigorjeva  Shutterstockcom

Anna Grigorjeva / Shutterstock.com

Papa Francisco cria Dia Mundial dos Pobres e convoca restaurantes a doarem almoços para quem não tem o que comer

Antes de irmos para as dicas, é bom frisar algumas informações: dormir a noite toda não quer dizer que seu filho tenha que passar 12 horas ou mais no berço. Alguns bebês têm o padrão diferente dos outros. Não é porque o filho da sua amiga dorme 15 horas por dia, que o seu nenê precise do mesmo tempo para recuperar as energias.

Lembre-se também que é absolutamente normal, que seu filhote passe por períodos em que acorde mais vezes, mesmo que tenha aprendido a dormir a noite inteira. Esse momentos são marcados por alguma transição (dentes nascendo, períodos de febre, cólicas, resfriados).

O tempo aproximado em que um bebê leva para ter um padrão de sono próximo ao seu, sem interrupções noturnas (a não ser que ele sinta algo) é de aproximadamente 1 ano. No período de adaptação, eles precisam mais e mais mamar, ter contato íntimo com a mamãe e o papai, acordar na presença dos pais e se sentir seguro e acarinhado.

Muitos pais associam o sono de seus filhos a um sinônimo de qualidade paterna. Outros exageram o tempo real em que seus bebês dormem, pois é como se falassem “olhe como somos pais competentes”.

Joana Lopes  Shutterstockcom

Joana Lopes / Shutterstock.com

Mais uma coisa: há técnicas difundidas sobre deixar a criança chorando sozinha no berço até que ela pare por si. Pesquise melhor sobre o assunto, pois diversos estudo apontam que em vez disso garantir mais segurança, na verdade torna o seu bebê inseguro.

O choro, é na verdade, a forma com que o bebê mostra o que quer e o que sente. Se ninguém aos seus chamados para dar o que ele precisa, depois de um tempo ele para de confiar em seus pais. Verifique até que ponto é saudável que seu filho pare de chorar por não ser ouvido, pelo fato de não confiar mais em você.

Não fique com medo do seu bebê chorar. É a única forma do seu nenê se comunicar e dizer se quer comer, se trocar, brincar, se está cansado, se precisa dormir, se sente dores. Sempre aja com paciência e tranquilidade, mesmo quando o nenê chorar de sono, mas lutar para não dormir. Em pouco tempo ele adormecerá no seu colo.

Agora vamos às dicas

1. Seu filho não é um sistema operacional

Você não pode simplesmente programar o seu bebê para funcionar como as crianças que vê na tevê ou na casa de outras pessoas. As crianças são pessoinhas, ou seja, são indivíduos que crescem em ambientes diferentes, tem personalidades diferentes e recebem estímulos diferentes.

Respeite o tempo do seu bebê e evite comparações, cada criança tem um temperamento próprio. Não tente obrigar seu filho a ser risonho como o da vizinha. Observe seu nenê e você irá descobrir quantas horas de sono ele precisa para ficar bem (e também irá perceber se ele tem um atraso comprometedor).

2. Conheça os rituais do seu bebê

Vadim Zakharishchev  Shutterstockcom

Vadim Zakharishchev / Shutterstock.com

Ao entrar no universo dele, você entenderá perfeitamente o que ele quer dizer com os tipos de choro diferentes (fome, sono, cansaço, sujo, dor).

Banho morno e luz mais branda, quase penumbra, ajuda a induzir o sono quando ele já está cansado.

3. Crie um ritual e insira na rotina do bebê

É a rotina que faz o corpo do seu filho perceber a hora do sono chegar e um ritual do sono é importantíssimo (e não só para os bebês). Crianças, mesmo as mais velhas, precisam ser orientadas (“hora do banho!”, “hora do almoço!”, “hora de dormir!”). Quando você cria um ritual do sono, você está orientando seu bebê, ensinando que a hora de dormir está por vir.

Crie um padrão e não o abandone. Rapidamente o bebê vai perceber o que está acontecendo, mas seja firme. No horário que você já percebeu que ele está mais propenso a dormir, fique com seu bebê acalmando-o, variavelmente nine-o, no colo ou na cama, ajude-o a lutar bravamente contra a vontade de permanecer acordado, mas com paciência.

E mais importante, não saia do recinto nesse meio tempo e não o leve para passear pela casa; leve o tempo que levar. Se você tirá-lo do quarto quando chorar por perceber que está em processo de ir para a cama, ele pode acreditar que basta apenas chorar para que o tire do quarto.

4. Amamente antes do sono

Zurijeta  Shutterstockcom

Zurijeta / Shutterstock.com

“Encher o tanque”, até no máximo às 23:00, pode evitar que seu bebê acorde de madrugado com fome.

5. Desligue os aparelhos que estimulem a atividade do bebê

No início da noite já comece o processo de indução ao ritual. Diminua o volume ou desligue os aparelhos dentro de casa. Estimular o bebê perto do horário de dormir não é o que você quer.

6. Chupeta no ritual do sono

Utilize a chupeta apenas como uma aliada na hora de por para dormir. Faz parte do ritual e isso o acalmará.

7. Não mude o ritual: se começou de um jeito, vá até o fim

maxriesgo  Shutterstockcom

maxriesgo / Shutterstock.com

Parece bobagem, mas é bom estabelecer o modo como você quer que seu bebê se comporte para dormir. Se quer que ele durma sozinho, seria interessante que desde o começo estabelecesse a rotina de sono para que ele durma só.

Se você o colocar para dormir na sua cama e depois quiser mudar, pode ter uma dor de cabeça no futuro.

Agora é só partir para cuidar do seu anjinho e fazê-lo dormir a noite inteira.