Ao saber que Adriana é sobrinha de Sophia, Clara toma atitude para se proteger

Ao saber que Adriana é sobrinha de Sophia, Clara toma atitude para se proteger

No caso Elizabeth (Glória Pires), Patrick (Thiago Fragoso) não conseguiu fazer a mulher falar nada. Diante disso, ele vai contar com a ajuda de Adriana (Julia Dalavia). Ao chegar em Palmas, ela logo

Leia tudo

No caso Elizabeth (Glória Pires), Patrick (Thiago Fragoso) não conseguiu fazer a mulher falar nada. Diante disso, ele vai contar com a ajuda de Adriana (Julia Dalavia). Ao chegar em Palmas, ela logo saberá de tudo e armará sua estratégia de defesa. Clara (Bianca Bin), contente com a chegada de uma nova aliada, a convidará para ficar na sua casa, uma vez que a mulher não possui residência na cidade, mas logo será surpreendida com a revelação da defensora.

“Tenho parentes aqui. Meu avô, Natanael [Juca de Oliveira], já está na casa de uma tia. Sophia [Marieta Severo]”. Em choque Clara ficará surpresa: “Sophia é minha pior inimiga. Mas não vou confundir as coisas”, dirá. Patrick intervirá na situação, chegando a iniciar uma sugestão: “Adriana, para não confundir problemas profissionais com familiares, seria melhor…”, é quando Julia se antecipa e diz: “Eu e meu avô estamos alugando uma casa mobiliada. Gostamos de privacidade”. Um tanto ainda desconfiada de tudo, Clara tomará a atitude de pedir que Adriana não se envolva em nenhum dos processos no qual ela enfrenta Sophia: “Em todo caso, nos meus processos contra a Sophia, é melhor que não participe. O primeiro deles será pela guarda do meu filho”, dirá, tendo a palavra da mulher, que se comprometerá a se envolver apenas no caso de Elizabeth. Essas cenas vão ao ar hoje, 11 de janeiro.

O Outro Lado do Paraíso: Nádia terá que servir Raquel

Na novela O Outro Lado do Paraíso, Raquel (Erika Januza) sofrerá um acidente grave, uma tentativa de homicídio arquitetada por Sophia (Marieta Severo). Diante disso tudo, depois que deixar o hospital, a mulher será levada por Bruno (Caio Paduan) para a casa dos seu pais. Ao exigir que sua mãe cuide da juíza, Nádia (Eliane Giardini) ficará possessa de ódio, ao ponto de questionar: “Eu, servir uma negra?”.

O delegado ameaçará sua mãe, deixando claro que ele vai sumir da vida dela caso ela recuse sua mulher: “Dar comida, banho. A Raquel fica no meu quarto. Quando eu tiver em casa, eu ajudo. Quando não, você dá uma fugidinha do salão. Cozinha pra ela”, afirmará o homem. Nádia aceitará. Raquel se oferecerá para ficar no quarto da empregada, mas logo será atiçada pela mulher de Gustavo (Luis Melo), que dirá que lá é o quarto da senzala.

“Trouxe um lanche para você. Ouvi quando disse que se sentia uma princesa. Quem diria, não é? Eu, servindo uma negra do quilombo”, afirmará Nádia, que logo ouvirá da juíza: “O mundo dá voltas. Eu sei que não está feliz, dona Nádia, por ter que me suportar. Mas eu vim porque preciso e porque o Bruno insistiu. Já que estou aqui, vou me cuidar, me recuperar. Ficar boa. A senhora, goste ou não, tem que me engolir. Pode me chamar de negra, eu tenho orgulho de ser negra. A senhora é que não devia ter orgulho por ser racista. Já que estou aqui, espero que cozinhe muito bem. Vai me servir”, dirá.