BANCADO POR CARILLE, JADSON REVELA CONVERSA FRANCA COM O TREINADOR: EU SABIA QUE ESTAVA DEVENDO

BANCADO POR CARILLE, JADSON REVELA CONVERSA FRANCA COM O TREINADOR: EU SABIA QUE ESTAVA DEVENDO

Jadson foi um dos jogadores que se destacaram na vitória do Corinthians sobre o Coritiba, por 3 a 1, na Arena. Além de uma movimentação maior em relação aos jogos anteriores e de um número menor de

Leia tudo

Jadson foi um dos jogadores que se destacaram na vitória do Corinthians sobre o Coritiba, por 3 a 1, na Arena. Além de uma movimentação maior em relação aos jogos anteriores e de um número menor de bolas perdidas, o meia deu um passe genial para Jô abrir o placar em Itaquera. Após o jogo, o camisa 10 revelou uma conversa com Fábio Carille no CT.

"A gente teve uma conversa, ele é um cara que dá abertura para todos nós, então, a gente teve uma conversa franca. Ele falou que eu precisava jogar futebol, eu sabia que estava devendo. Ele viu que eu estava trabalhando sério, ele me deu mais liberdade para trabalhar pelo meio, tentei me movimentar e consegui dar assistência", afirmou.


O camisa 10 foi bancado pelo treinador, apesar da má fase e das críticas de parte da torcida e imprensa. Jadson reconheceu a fidelidade de Carille, e garante que jogará também por ele na reta final do Campeonato Brasileiro.

"Ele me bancou desde a China, confiou em mim. Estou trabalhando sério para ajudá-lo porque é um cara extremamente do bem, e merecedor do que vem conseguindo", avisou.

Em relação às críticas recebidas nas últimas semanas, Jadson afirmou que fazem parte do cotidiano do futebol. Segundo ele, sua dedicação nos treinamentos no CT foi fundamental para a melhora contra o Coritiba.

"As críticas vêm em cima dos jogadores, é normal, vieram em cima de mim. A única forma de melhorar é o trabalho. Nesses dias trabalhei forte, a comissão técnica sabe que me entreguei nos treinamentos, e acabei dando a assistência para o Jô. Eu fico feliz de ter ajudado a equipe para conseguir essa vitória, que é muito importante para nós", lembrou.

Por fim, o camisa 10 falou sobre a possibilidade cada vez mais real de ser campeão brasileiro. O título, que seria o segundo dele no Parque São Jorge, será definido nas próximas semanas.

"É importante conseguir as vitórias em casa, manter a diferença para o segundo colocado, então, a equipe está ciente disso. Temos mais um jogo fora de casa, contra o Bahia, espero que a equipe entre da mesma forma", finalizou.

Posts Relacionados