Fã de Roger na infância, Michel Bastos se põe à disposição do técnico no Palmeiras

Fã de Roger na infância, Michel Bastos se põe à disposição do técnico no Palmeiras

Nascido em 1983 em Pelotas (RS), Michel Bastos ainda era garoto quando Roger Machado conquistou a primeira Copa do Brasil pelo Grêmio, em 1994. Hoje seu treinador no Palmeiras, o ex-lateral

Leia tudo

Nascido em 1983 em Pelotas (RS), Michel Bastos ainda era garoto quando Roger Machado conquistou a primeira Copa do Brasil pelo Grêmio, em 1994. Hoje seu treinador no Palmeiras, o ex-lateral curiosamente era um de seus ídolos na infância.
- Tenho pai gremista, então a gente muitas vezes segue o pai. Quando pequeno, torci muito para o Grêmio, torci muito pelo Roger. Sei a equipe de cor - contou o polivalente meio-campista, que voltou a atuar justamente na lateral no último sábado, na vitória sobre o Mirassol.

- Ele era um lateral que marcava bem, ia no fundo, sabia cruzar. Um pouco diferente das minhas características quando jogo ali. Acho que ataco melhor (risos). Pude acompanhar. Hoje, conheço melhor o Roger treinador do que jogador.

Das seis partidas no Campeonato Paulista, Michel Bastos foi titular em duas, ambas improvisado na posição em que o seu atual comandante fez sucesso no futebol brasileiro na década de 1990. Não é exatamente sua posição preferida, mas, em um elenco repleto de bons nomes, jogar ali não é uma opção ruim.

- Agora entraram numa polêmica de que não gosto de jogar na lateral. Não é isso. Atacante gosta de jogar de atacante, lateral de lateral, meia de meia. Meu erro foi sempre expressar minha escolha, de jogar de meia, mas nunca abdiquei de jogar de volante, de lateral. Sempre me botei à disposição - comentou o camisa 15, satisfeito com os primeiros passos do técnico e ídolo de infância.

- Nunca tive convívio antes (com o Roger), é a primeira vez. Estou vendo que ele confia bastante no meu trabalho, no meu futebol.

- Fonte: Globoesporte.com