Irmãos presos na 42ª fase da Lava Jato fazem exame de corpo de delito em Curitiba

Irmãos presos na 42ª fase da Lava Jato fazem exame de corpo de delito em Curitiba

Procedimento é padrão após a prisão. Aldemir Bendine, que também foi preso na operação, fez o exame nesta quinta (27).

Leia tudo

O publicitário André Gustavo Vieira da Silva e o irmão dele Antônio Carlos Vieira da Silva Júnior, que foram presos na 42ª fase da Operação Lava Jato, nesta quinta-feira (27), fizeram o exame de corpo de delito na manhã desta sexta (28), em Curitiba. O procedimento, que é padrão após a prisão, começou por volta das 10h20 e terminou às 10h30. Assista ao vídeo acima.
O ex-presidente do Banco do Brasil e da Petrobras Aldemir Bendine, que é suspeito de receber R$ 3 milhões da Odebrecht, também foi preso, mas fez o exame ainda na quinta-feira. Ele chegou à Superintendência da PF pouco antes das 14h. Os irmãos Silva chegaram à capital paranaense durante a noite.
As três prisões são temporárias e vencem na segunda-feira (31).
Com o fim do prazo, a prisão temporária poderá ser prorrogada por mais cinco dias ou convertida para preventiva, que é quando não há prazo definido para que os investigados deixem a prisão. Os pedidos para a prorrogação ou conversão poderão ser feitos tanto pela Polícia Federal (PF) quanto pelo Ministério Público Federal (MPF). Já a decisão cabe ao juiz federal Sérgio Moro.
Em 2015, Bendine era braço direito da então presidente Dilma Rousseff. Ele havia deixado o banco com a missão de acabar com a corrupção na petroleira, alvo da Lava Jato. Mas, segundo delatores da Odebrecht, Bendine já cobrava propina no Banco do Brasil e continuou cobrando na Petrobras.

Posts Relacionados