Moça decide tatuar olho de roxo e procedimento dá muito — MUITO — errado

Moça decide tatuar olho de roxo e procedimento dá muito — MUITO — errado

De acordo com Amy B Wang, do The Washington Post, uma jovem de Ottawa chamada Catt Gallinger, 24 anos, decidiu passar pelo procedimento recentemente, mas, no mesmo dia em que ela teve a esclera

Leia tudo

De acordo com Amy B Wang, do The Washington Post, uma jovem de Ottawa chamada Catt Gallinger, 24 anos, decidiu passar pelo procedimento recentemente, mas, no mesmo dia em que ela teve a esclera pigmentada, seu olho começou a inchar e a secretar uma meleca roxa. A situação progrediu para uma séria e extremamente dolorosa infecção e, três semanas mais tarde, o inchaço interno persistia. Veja algumas fotos que Catt compartilhou de seu sofrimento:

Este soldado estava prestes a se matar quando algo incrível aconteceu
Este soldado estava prestes a se matar quando algo incrível aconteceu
🤔
Infelizmente não acertamos na sugestão. Indique uma matéria


Segundo a canadense, ela seguiu todos os procedimentos indicados para esse tipo de tatuagem, e disse que pesquisou antes de decidir fazer uma. No entanto, quando procurou ajuda médica, os especialistas disseram que ela poderia perder a visão e que os danos provavelmente seriam permanentes.


De acordo com Rae Paoletta, do site Inverse, a canadense explicou que o problema parece ter sido causado porque o pigmento, além de não ter sido diluído como deveria, não foi aplicado corretamente. Nem que tivesse! Pense na quantidade de coisas erradas que podem acontecer quando alguém decide ter os olhos furados e permitir que uma substância estranha seja introduzida através dos furos. É um convite para que bactérias penetrem e façam a festa.

O tratamento de Catt consistiu no uso de antibióticos e esteroides para controlar a infecção, mas os especialistas já diagnosticaram perda parcial — e provavelmente irreversível — da visão do olho tatuado. E ela teve sorte, viu!

Segundo uma oftalmologista consultada pelo pessoal do Inverse, quando pigmentos são introduzidos, essas substâncias dificultam os exames e impedem que os médicos analisem os danos causados nas estruturas internas. Além disso, nem sempre os danos podem ser reparados e não resta outra opção além de remover o olho afetado. Portanto, se você algum dia pensou em fazer uma dessas tatuagens, pense novamente e, se você realmente quiser muito uma tattoo nova, faça uma convencional mesmo, sobre a pele do corpo, e faça sabendo de todos os riscos associados com elas.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.
Fontes The Washington Post/Amy B Wang Inverse/Rae Paoletta
Imagens Facebook/Catt Gallinger Facebook/Catt Gallinger
SAÚDE E BELEZA TATUAGENS





O que você sabe sobre Pazuzu, o demônio aterrorizante de “O Exorcista”?

Posts Relacionados