Neymar e o divisor de águas na busca pelo posto de melhor do mundo

Neymar e o divisor de águas na busca pelo posto de melhor do mundo

Eliminar o Real Madrid na Liga dos Campeões é o cenário ideal para o brasileiro dar o primeiro passo rumo ao sonho individual.

Leia tudo

Real Madrid e mata-mata da Liga dos Campeões. Não existe melhor cenário para Neymar fazer jus ao título de jogador mais caro da história e, não menos importante, dar o primeiro e já decisivo passo para desbancar Cristiano Ronaldo e Messi na briga pelo posto de melhor do mundo.

Sim, eliminar o clube mais vitorioso da principal competição da Europa é o divisor de águas para o craque brasileiro na temporada. Numa eventual (e bem possível) queda precoce frente aos merengues, nem mesmo ser hexacampeonato mundial com o Brasil na Rússia deve salvar o camisa 10 do time francês de atingir o sonho individual.

Ser campeão europeu é sinônimo de Bola de Ouro? Não é exatamente isso. Mas garantir no mínimo a presença na semifinal é poder realizar seis partidas de altíssimo nível, e certamente contra novos adversários de peso. É a oportunidade de ouro (perdão pelo trocadilho) de fazer a diferença.

Ainda restam 13 jogos para o fim do campeonato francês, mas o PSG caminha tranquilo para erguer a taça (são 12 pontos de vantagem para o vice-líder Monaco). Por mais que também venha a ser o nome do torneio, o brasileiro ainda assim vai estar atrás dos principais concorrentes na corrida para ser o melhor do mundo. É preciso mais.

Neymar, convenhamos, sabe disso tudo. Logo, estou preparado para vê-lo de perto com muita sede de bola no Santiago Bernabéu. O Real que se cuide!