Policial que prendeu Rubinho da vida real participa de "A Força do Querer" ...

Policial que prendeu Rubinho da vida real participa de "A Força do Querer" ...

O policial Reinaldo Leal que investigou o traficante Saulo de Sá, que inspirou Glória Perez a criar o Rubinho, participou da cena da prisão do personagem no capítulo de "A Força do Querer" desta

Leia tudo


O policial Reinaldo Leal que investigou o traficante Saulo de Sá, que inspirou Glória Perez a criar o Rubinho, participou da cena da prisão do personagem no capítulo de "A Força do Querer" desta terça-feira (11). Em seu Facebook, ele até compartilhou imagens dos bastidores da gravação.

Fabiana Escobar, a Bibi Perigosa da vida real, que foi casada com Saulo, comentou a cena da prisão de Rubinho em seu Facebook e a participação de Leal.

"Esse homem na vida real é um policial Civil e ele junto a equipe dele investigavam 24 horas o meu ex marido, a mim e a toda a minha família. Eu fugia deles como o diabo foge da cruz, porém depois muita investigação e muita fuga, meu ex foi preso e trazido para o Rio. Em sua chegada foi recebido por ele e a equipe que até então era da DECOD (Delegacia de Combate às Drogas).

Fabiana contou que graças a investigação de uma equipe formada pelos policiais Reinaldo Leal e o Alexandre Estelita, Saulo, que comandava o tráfico da Rocinha foi preso. Ela disse ainda que não sente raiva deles e explicou os motivos.

"Não forjaram um grão de areia no intuito de condenar meu ex. Ele só foi condenado exatamente pelos atos que realmente cometeu. Tentaram ajudar meu ex incentivando ele a voltar a estudar, inclusive tentando arrumar um meio dele fazer ensino a distância pela PUC", disse.

A Bibi da vida real ainda falou que através com o tratamento humanizado deles, aprendeu e entendeu o valor profissional deles. "Fui criada em área de risco, a vida inteira dominada pelo tráfico e assim também aprendi que polícia era inimigo. Pois com eles aprendi que as coisas não são bem assim. Eles com o profissionalismo deles me ensinaram que existem profissionais bons que apenas fazem seu trabalho".

"Sempre agradeço as pessoas que passaram por mim nessa trajetória e ele mesmo tendo sido uma grande pedra no meu sapato foi importante nesse meu caminho de volta. O Reinaldo é um homem bom, trabalhador, pai de família, músico, honesto, que faz seu trabalho sem nenhum tipo de ranço. Então hoje venho agradecer a ele por ter sido um policial profissional e honesto. Ele também fez parte da minha recuperação mesmo sem ter me prendido. Parabéns pela participação! Você estava com maior cara de bunda mas ficou legal", brincou.

Saulo, conhecido como Barão do Pó, está preso desde 2008, quando foi encontrado com sua família vivendo em Moragogi, Alagoas por policiais da delegacia da Ilha do Governador (37ªDP), no Rio de Janeiro. Na ocasião, o traficante que tinha sido condenado a 18 anos de prisão, estava foragido desde dezembro de 2005. Ele fugiu da Polinter, no Grajaú, zona norte do Rio, após seis meses de detenção.

Ex-carteiro, o criminoso foi acusado de fornecer drogas para favelas do Rio, incluindo a Rocinha, e de manter um laboratório para refino de pasta de cocaína trazida da Bolívia. Ele também foi apontado pela Polícia Federal na ocasião como um dos principais fornecedores de armas e munições do Rio de Janeiro.

Posts Relacionados