Santos arranca empate da Ponte Preta e se distancia do líder

Santos arranca empate da Ponte Preta e se distancia do líder

Macaca abriu o placar com Naldo logo no começo, em saída errada de Vanderlei. Peixe buscou com Ricardo Oliveira e agora está a dez pontos do

Leia tudo

Macaca abriu o placar com Naldo logo no começo, em saída errada de Vanderlei. Peixe buscou com Ricardo Oliveira e agora está a dez pontos do Corinthians

Mais longe de que a estrada de Santos para Campinas no feriado prolongado ficou a distância do Peixe para o Corinthains na tabela do Brasileirão. Com o empate em 1 a 1 nesta quinta-feira, o Alvinegro está agora com dez pontos a menos que o líder do Brasileirão. E mais difícil do que trânsito de feriado, foi acompanhar o primeiro tempo do jogo no Moisés Lucarelli.
Mesmo com o gol de Naldo, que abriu o placar para a Macaca logo aos quatro minutos, as duras divididas e a troca de passes no gramado irregular ilustraram a dura disputa.


Depois do gol, o time comandado por Eduardo Baptista, que enfrenta o Santos pela quarta vez nesta temporada, se compactou com duas linhas de quatro e alternavam entre a marcação pressão na defesa do Peixe e com o recuo frente as tentativas de passe de Lucas Lima e Matheus Jesus.

Armas nada secretas de Levir Culpi, que não mexeu no time, Copete e Bruno Henrique não conseguiram aparecer pelos lados do campo. Passaram a aparecer por dentro para tentar criar espaços no meio de campo da Ponte. Deu certo, mas só no fim do primeiro tempo, quando Bruno achou Ricardo Oliveira, que empatou de cabeça.

Antes disso, Lucca perdeu a chance clara de ampliar após cruzamento de Nino Paraíba, alvo do Santos. O atacante emprestado pelo Corinthians perdeu cara a cara com Vanderlei. Aos 45 do segundo tempo, Bruno Henrique fez parecido, mas de cabeça.

O goleiro do Santos, um dos melhores jogadores do Campeonato, não esteve em seu melhor dia. O camisa 1 passou a noite e a manhã com febre e foi exigido no lance do primeiro gol, ao espalmar para o meio da área, onde estava Naldo. Do outro lado, Aranha parou Lucas Veríssimo e Bruno Henrique, que estiveram perto de balançar as redes.

Na metade final do segundo tempo, quando os dois times estavam desesperados para desempatar, o jogo ficou mais animado, com cara de começo de feriado prolongado. Lá e cá, com ataques e contra-ataques, o jogo mudou, mas o placar não.

Com o empate, o Santos recupera a segunda posição, que havia sido conquistada pelo Cruzeiro, mas vê o líder mais distante. Já a Ponte Preta vai a 32 pontos e segue próxima da zona de rebaixamento.



Posts Relacionados