Só vinagre mata a superbactéria presente no feijão? Veja o que dizem especialistas

Só vinagre mata a superbactéria presente no feijão? Veja o que dizem especialistas

De fato, ocorreu o caso da bactéria E. coli na Alemanha por conta de um lote de feijão orgânico contaminado, com 30 mortes e pelo menos 3 mil casos de intoxicação. “Os médicos estão pedindo, pela ‘milésima vez’ para quem

Leia tudo

Mensagem que circula no Whatsaap diz que “só o vinagre está matando uma bactéria que está vindo no feijão das plantações”. Boato ou verdade?

“Os médicos estão pedindo, pela ‘milésima vez’ para quem for cozinhar feijão, para deixá-lo de molho por 15 minutos no vinagre. (…) Só o vinagre está matando uma bactéria que está vindo no feijão das plantações. Nem os antibióticos estão resolvendo”. Esta é uma mensagem que voltou a circular no WhatsApp essa semana, mas não se assuste se tiver (novamente) recebido o alerta.

De acordo com especialistas, a mensagem não tem procedência e não passa de boato. Jana Grenteski Ouais Santos, nutricionista da EMTN Nutropar – Hospital São Vicente, em Curitiba, lembra que essa é uma mensagem que circula na internet desde 2010 e, com algumas variações, já tiveram boatos com larvas e agora com bactéria.

No ano passado, a mensagem afirmava que as pessoas haviam morrido no Brasil ao ingerir larvas contaminadas no feijão. Nenhuma autoridade confirmou qualquer caso, e a Associação Brasileira de Nutrologia (Abran) também não se manifestou sobre o assunto. Nem na época, nem agora.

De fato, ocorreu o caso da bactéria E. coli na Alemanha por conta de um lote de feijão orgânico contaminado, com 30 mortes e pelo menos 3 mil casos de intoxicação, mas o Brasil não foi afetado.

Cuidados

De forma geral, o processo de cozimento a altas temperaturas é suficiente para neutralizar bactérias e impedir infecções, como por exemplo a salmonela. “Se você cozinhar o ovo e ingeri-lo, não vai acontecer nada. O perigo está em consumir o ovo cru. Isso também se aplica ao feijão, ainda mais por ser cozido em panela de pressão, em altas temperaturas, mas não vai ser o vinagre do molho que vai ter esse poder”, explica a nutricionista Jana Santos.

A especialista enfatiza que o feijão faz parte das leguminosas, considerados alimentos de alto valor nutricional, ricos em aminoácidos essenciais, vitaminas e minerais. “Estes grãos contêm uma substância que atua como um ‘fator anti nutricional’, caso sejam preparados de forma incorreta. Trata-se do fitato, um inibidor enzimático, presente na camada mais externa do grão”, discorre.

O fitato dificulta o processo digestivo e geralmente se liga a algumas proteínas e minerais no trato intestinal, como cálcio, zinco, ferro e magnésio, impedindo a sua adequada absorção e assimilação pelo organismo.

Vinagre?

Uma das maneiras mais simples de diminuir a quantidade de fitatos dos grãos é deixá-los de molho em água antes de cozinhar, conforme explica a nutricionista. “Durante a fermentação, há ativação da enzima fitase, que pode reduzir em até 85% o teor de fitato, fazendo com que as suas proteínas, minerais e vitaminas sejam mais facilmente absorvidos pelo organismo”.

Além de neutralizar o ácido fítico, deixar os grãos de molho também ajuda a “quebrar” parcialmente outras proteínas de difícil digestão e reduz o tempo de cozimento.

Uma dica importante é usar uma colher de sopa de vinagre ou limão para cada medida de água, isso facilita a “quebra” do ácido fítico. Mas não exatamente ajuda a dizimar bactérias, já que a presença desses microrganismos no feijão não passa de um boato.

Fonte: http://www.gazetadopovo.com.br/viver-bem/saude-e-bem-estar/vinagre-mata-bacteria-no-feijao/
Só vinagre mata a superbactéria presente no feijão? Veja o que dizem especialistas

Posts Relacionados