Trans quer fazer história no MMA: "Quero lutar com homem"

Trans quer fazer história no MMA: "Quero lutar com homem"

Anne Veriato está prestes a fazer história no esporte por ser uma mulher transgênero que vai lutar profissionalmente com um homem.

Leia tudo

Trans quer fazer história no MMA: conheça a lutadora amazonense Anne Veriato

“Lá vem a menina que luta com menino!”. Essa era uma das frases mais ouvidas pela lutadora Anne Veriato, representante da Academia Mc Comb, no bairro Cidade de Deus, Zona Leste de Manaus, durante suas lutas de jiu-jitsu. “Só vou saber meu potencial, se lutar com os homens”, afirma ela. Quem vê pode não compreender isso, mas vou contar um pouco da história de Anne, que é uma mulher transgênero, recém-contratada pelo evento de MMA Mr. Cage e que faz questão de lutar contra homens.

Anne era menino quando nasceu, mas ela se sentia uma menina e seus pais também percebiam isso. “Foi desde criança, foi natural. Meus pais viam como eu me comportava, das coisas que eu gostava, então, não precisei dizer nada porque eles já sabiam, e minha mãe começou a comprar roupas femininas, fez com que eu me sentisse bem, e tudo foi acontecendo”, relembra.

A feminilidade de Anne apareceu desde cedo e a sua paixão pelas lutas também. “Sempre gostei muito de luta, brincava com meu pai, brincava sozinha, e pedi pra minha mãe me colocar para fazer alguma arte marcial, então, ela procurou o jiu-jitsu e, depois que eu fui o primeiro dia, não queria nem voltar pra casa, acabou que passei a morar na academia!”, disse ela, que fala sobre a arte suave com brilho nos olhos.