Viu essa? Zé Ricardo revela por que não usava Conca no Flamengo e abre o jogo

Viu essa? Zé Ricardo revela por que não usava Conca no Flamengo e abre o jogo

usava Conca no Flamengo e abre o jogo Em entrevista ao Papo do Lobo, no Youtube, comandante do Vasco recordou alguns momentos da passagem pelo rival, lembrou a condição física ruim do argentino e

Leia tudo



Em entrevista ao Papo do Lobo, no Youtube, comandante do Vasco recordou alguns momentos da passagem pelo rival, lembrou a condição física ruim do argentino e explicou as poucas oportunidades ao meiaAtualmente no Vasco, Zé Ricardo passou boa parte da temporada sob o comando do Flamengo, maior rival do clube da Colina. E durante o tempo que ficou à frente do rubro-negro, teve a missão de trabalhar o retorno de Darío Conca aos gramados. O argentino veio para se recuperar de uma grave lesão no joelho e só fez três jogos no ano, o que irritou a torcida, cheia de expectativa pela contratação. Só que a falta de sequência foi explicada pelo treinador.

Veja a programação do FOX Sports

Em entrevista ao programa Papo do Lobo, no Youtube, do jornalista Sergio Lobo, o comandante vascaíno abriu o jogo sobre a situação do meia. Segundo ele, três fatores impediram Conca de ter mais chances em campo: a competitividade do elenco, o limite de estrangeiros por jogo e a também a situação física do atleta:

"O Flamengo tem grandes jogadores para a posição. O jogador tem que se recuperar e ganhar a posição dos atletas que estão lá. Ele teve uma contusão séria, complicada, a gente tentou colocar para jogar, mas ele precisava entrar em melhores condições. No Brasileiro, a gente tem limitação de estrangeiros, eram sete no grupo (só cinco podem ser relacionados). Então, pela formatação do plantel, ele acabou ficando de fora. Mesmo com a minha saída, a gente tem visto poucas oportunidades", afirmou Zé, que afirmou ter dado conselhos ao argentino durante os momentos de recuperação:

"Eu torço muito para que ele se recupere, é um cara do bem. Minha sala no Flamengo era perto da fisioterapia, dava uma palavra de conforto sempre que passava por lá".

Sob o comando de Zé Ricardo, Conca atuou em duas partidas: Ponte Preta e Fluminense. Além disso, foi testado por Rueda durante a partida contra o Paraná, pela Primeira Liga. Nas três, Conca atuou por pouco tempo. Totalizando, foram pouco mais de 27 minutos vestindo a camisa rubro-negra.

Posts Relacionados